Voltamos – Parte I

Cheguei.

E não, eu não deveria estar aqui postando.

Pensa comigo:  mala a ser desfeita, 315 pedidos a serem processados, 1 filho a ser criado e 3 kilos a serem perdidos – e a gata ignora tudo isso e vai escrever no blog.

Então este será um postezinho bem mequetrefe,  preguiçoso e jet-leguento. Pra facilitar elaborei uma lista com as DMF – Dúvidas Mais Frequentes.

Ou FAQ, como eles dizem lá.

FAQ – Mas Roberta, você não acha que seria muito mais produtivo e sensato ir lavar cuecas  e desfazer as malas em vez de escrever no blog?

Não mesmo. De que me vale ir pra França se eu não posso nem vir aqui me exibir um pouco, me diga? Se é pra pessoa viajar e guardar tudo pra si melhor suspender Paris e marcar a próxima viagem pra Piracicaba, oras.

FAQ – Você conseguiu manter a sua promessa de ser fina e francesa e viajar com pouca bagagem dessa vez?

Claro que não. Viajamos com três malas lotadas, prontos para todo e qualquer imprevisto – falta de luz, neve, tsunami, mudança de moeda e golpe militar. Ser prevenida é chique.

(Ou vocês acham que a mocinha que aparece com 12 modelitos diferentes na matéria “Arrasando em Paris” , da Revista Vogue, viaja somente com uma necessaire em punho? )

FAQ – Conseguiram chegar ao aeroporto com antecedência e tal?

Chegamos ao aeroporto com bastante antecedência, check in impecável, tempo pra fazer tudo, cabelos ao vento e aquele olhar de mulher-mãe-experiente-decidida-e-organizada. Se algum paparazzi tivesse a imbecilidade de se interessar por mim era nessa hora que eu gostaria que ele me fotografasse.

FAQ – Algum fato curioso antes do embarque?

Na saída do check in uma super revelação: Noah me olha, me abraça e diz “Tabéta”. Demorou pra eu entender, mas caiu a ficha: a moça da Air France devolveu meu passaporte e disse “Roberta”.  E Noah ouviu. E ele finalmente entendeu que as outras pessoas, estranhamente, não me chamam de mamãe. Elas se referem a mim como Tabéta.

FAQ – Sé-rio? E daí?

Bom, como tínhamos tempo eu decidi que era hora de bater um papinho com o filhote:

– Filho. Seguinte. 1 ano e 9 meses é idade suficiente pra você entender que papai e mamãe são na verdade duas pessoas que, como você, têm nome e vida própria.  Tá. Vida própria é exagero, mas nome a gente tem. A mamãe se chama Roberta. E o teu pai, nas horas vagas, atende por François. Isso. Fran-ço-is. Entendeu?

Lógico que entendeu. E aproveitou para esclarecer o caso tic-tac.

***

FAQ – Tudo bem. Noah entendeu que a mãe tem nome e o pai também. Mas o que isso tem a ver com a viagem pra França?

Well. Assim que colocou os pés em Paris, ainda no aeroporto, Noah parou de chamar o pai de papai e passou a chamá-lo François. Sem mais nem menos.

A mamãe seguiu sendo mamãe (até porque, apesar de original, o nome Tabéta é deveras desprovido de charme e dignidade, percebem?) Mas papai passou a atender simplesmente por François.

FAQ – Fale um pouco da sua experiência no avião com uma criatura de 1 ano e 9 meses.

Tô pronta pra falar sobre isso, não. Mas posso adiantar que a coisa foi feia e traumatizante.

FAQ – Ah!! Conta uma presepada aérea, vai.

Tá bom. Só uma. Antes de sair de casa rumo ao aeroporto, devidamente munidos de brinquedos, guloseimas, dvd’s, e demais distrações para a aeronave, decidimos que levaríamos as fraldas (20 delas!) distribuídas em duas bagagens de mão. Pelo menos foi isso que eu entendi – eu colocaria 10 na bolsa azul e François 10 na mochila cinza – metade/metade. Ambas pra dentro da aeronave.

Ocorre que antes de embarcar Noah fez cocô. E eu fui ao fraldário trocá-lo. Quando abri a fralda ele estava TO-DOAS-SA-DO. E  que mãe gosta de ver a cria assada, me diz? Virei pra funcionária e falei:

– Olha que fralda desgraçada que deixou meu filho todo assado. Eu nunca compro essa marca, foi meu marido.

– Eita que marido é bom mas é ruim, né? – disse a moça do fraldário.

Daí eu lembrei que as outras 10 fraldas que estavam na mochila cinza eram da marca que eu gosto e que não assam a bunda do filhote. Respirei fundo e disse:

– Olha o que eu faço com essas fraldas, ó.

E fui tirando uma por uma da bolsa azul, doando as fraldas ao fraldário do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.

De um jeito que só uma mulher-mãe-experiente-organizada-e- decidida o faria.

Corta.

Mais tarde, dentro do avião…

– Ai, amor, tudo certo, que bom, que bom! Olha a carinha dele, olha como tá feliz! Meio assado, mas feliz. Mas também eu deixei TO-DAS aquelas fraldas malditas lá no fraldário. Vê se não compra mais aquela marca, tá?

– Você o que???

– Deixei lá. Mas não se preocupa. Tem mais 10 fraldas na mochila cinza, que você colocou…você colocou, né???

– Nãããããããoooooooooo!!!!!!!!!!!!

Corta. Senhoras e senhores, embarque encerrado. Dentro de alguns instantes daremos início a decolagem. Nosso tempo de vôo até Paris será de aproximadamente 11 horas e ZERO fralda.

– Robertaaaaaaa, como é que você me deixa as fraldas no fraldário??

– Ué,  era pra você ter colocado aquelas outras 10 fraldas dentro da mochila cinza, porra! E agora? Ai, meu deus!

– Pede pra moça do lado…

– Que moça do lado, François?? O filho dela deve ter uns 5 anos, já usa cueca, entendeu? Cu-e-ca. Putaqueopariu. Olha só. Você que é francês, vai lá no comissário com cara de gay e pergunta se ele não tem fralda no estoque.

– Que estoque, Roberta?? Você acha que a Air France estoca fralda?? E que tipo de pai e mãe esquece de trazer fralda pro avião, cacete.

– Vai lá, amor, os gays sempre te amam. Vai, é a nossa única esperança!!

E ele foi. E voltou com 4 fraldas RN. Repito: QUATRO FRALDAS TAMANHO RECEM NASCIDO. Para um moleque de quase dois anos.

Ah. E o cara não era gay, aparentemente. E tinha dois filhos. E disse com ar de superioridade que “fralda é a primeira coisa que se coloca na bagagem de mão”. E eu senti vontade de enfiar a porcaria da fralda RN dentro do nariz francês dele.

FAQ – Gente, que tipo de pai e mãe viaja sem fralda ? Mas deu pra se virar com as RN?? Elas são tão pequeninas!

Deu porque a gente regulou líquidos pra ele. Eu sei, eu sei:  que tipo de pai e mãe regula água pro próprio filho? O mesmo tipo que coloca fralda fio dental na bunda assada da cria.

FAQ – Caraca. Espero que pelo menos Noah tenha se comportado no avião?

Realmente prefiro não falar sobre o assunto. Mas para que tenham uma idéia do inferno aéreo, segue trecho do comentário feito a este post pela Melissa, uma moça educadíssima que estava sentada perto da gente no avião:

(…) Sim, sou eu – Melissa – a moça que estava sentada com o menino de 5 anos na mesma fileira que vocês, só que na janela, no vôo GIG-CDG. Sou testemunha ocular de sua noite mal dormida. Mas não se preocupe, vou deixar constado aqui que Noah não incomodou a mais ninguém a não ser a seus próprios pais. Uma coisa aquele ar seco e aquela pressão horrorosa do avião têm: abafam ruídos que é uma beleza!(…)

FAQ – Mas então seu filho dá piti no avião, não deixa a tal Melissa dormir e você ainda por cima dá o endereço do seu blog pra ela? Você não acha que isso já é tortura demais?

Pois é. Mas é que eu sofro da síndrome do “tem que me amar, preciso ser amada, por favor me ame!” Então dei o endereço do blog para que a Melissa constatasse que sou mulher-mãe-experiente-organizada-e-decidida.

Mas graças a deus não desperto interesse algum nos paparazzi. Porque, convenhamos,   “Fulana é vista emendando duas fraldas RN uma na outra em classe econômica de avião…”

E há glamour parisiense que me salve de uma lembrança dessa?

***

Fotos e demais francesices em breve!

Anúncios

41 Respostas para “Voltamos – Parte I

  1. Eu CHOREI de rir!! Gente, com tantas recomendações, como vcs conseguiram tal façanha?! Bom, não seria a Roberta & Family! Mas deixa, é porque vc conta seus momentos menos glamourosos e nos faz morrer de rir! Nós nos calamos, tudo está sempre ótimo, mulheres-mães experientes-organizadas-e-decididas e morremos francesas!
    Que saudades de vc! Bem vinda de volta! Bjs,

  2. Ah, que bom que voltou! Estava com saudades! Adorei o relato e bem, qto a esquecer as fraldas…deixa pra lá rs…E nessas viagens longas faço amizades de infância, sorte da melissa ter encontrado companhia tão bem humorada. Quero ver as fotos!!! e beijo pro fofo do Noah

  3. Ah, e o Noah chamando vcs pelo “prénom” está “à croquer”!!

  4. Hahaha, voltou ainda mais afiada com o texto. Diversão pura ler este post! Como o Noah cresceu e está falante! Os vídeos estão muito legais; ele imitando o próprio choro ficou ótimo. E a boquinha meio de lado + o biquinho que ele faz continuam um charme. Ele fazendo a mesma entonação de voz que vc é um sarro.
    Welcome back, dear.
    Bjs.

  5. Roberta já estava com saudades dos seus posts, quando vi que tinha voltado larguei tudo o que tava fazendo e vim te ler, adoro seus textos, quando crescer quero ser como você! Bem vinda de volta e boa volta ao batente. Beijos

  6. Lindo demais chamando o François! Diz que ele falou francês, diz?
    A história da fralda me lembrou a minha, quando a Ciça só tomava leite de soja e eu esqueci a droga do Nan Soy na viagem. Quase morri, mas sobrevivemos todos!
    E, ai, tô curiosa para saber como foi no avião.
    Beijos e que bom que voltaram! Fotos, fotos, queremos fotos!

  7. Oi Roberta! Que saudades de você! Quando vi que tinha voltado larguei tudo o que tava fazendo e vim te visitar, mas eu não sei o que acontece com esse seu blog que não aceita meus comentários (e olha que não é a primeira vez). A historia da fralda é otima e os videos, me matei de rir e de invejinha se permitir, porque minha filha está a um mês dos 2 anos e nada de falar uma palvrinha sequer. Bem vinda de volta e boa sorte na volta ao batente. Beijão

  8. Roberta,
    óoootemo…
    Uma inspiração para nós mães que vamos encarar isso uma hora dessas….rsrsrrs

    Lindo esta seu pequeno!

    beijos!

  9. Ro, eu me mato de rir com suas histórias. E que coisa mais fofa esses vídeos do Noah! Amei.
    PS: ficou linda sua foto na revista da Gol!

  10. Ai que saudades Rô! E morri de rir do seu post!
    Muito bom. E que delicia o seu lindo chamando o pai pelo nome – um mocinho!
    Beijao

  11. Querida!! Que bom que vc voltou!!! Estou cheia de saudades e louca para saber como foi a viagem!!!!

    Malu tb está nessa de me chamar de “Babíííí!!!!” e o Daniel de “Nani”!! Figuras, figuras…

    BJs mil para todos vcs!

  12. Aaaaahhhh, que coisa mais fofa o Noah chamando o pai, ops, o François! Até chamei meu marido pra ver o vídeo – tipo, vem ver o menino que eu conheço há anos chamando o pai de François 😉
    Beijos e welcome back!

  13. Ate que efim vc voltou para divertir essa blogosfera!

    Bjos e welcome back!

  14. Roberta, que delícia de post!! Acho que a saudade deixou o texto ainda mais gostoso (assim como aqueka história de que a fome tempera a comida!). Adorei os vídeos, o Noah está lindo demais!!

    Bem vinda de volta.

    Beijos

  15. O, Rô, que saudades!! Tô precisando de 23 bodes, 17 calças, 2 chapeuzinhos, 5 pares de meias e… hihihi brincadeirinha.
    Essa história das fraldas é verdade mesmo ou você inventou? Me diz que inventou, vai? Porque aí eu vou ter de repetir a frase do François (aparentemente o Noah tem mais facilidade pra falar francês que português, né?): que espécie de mãe deixa as fraldas no fraldário? E o hipoglós amêndoas, Rô?!?!
    No mais, quanto à Tracy Porquinho, graças a Deus e à OMS eu sempre ignorei a parte do aleitamento/mamadeiras e fiquei fiel à livre demanda. Viva a ciência.

  16. ai ai ai!!!!
    qdo vi que vc tinha voltado já imaginei uma porção de histórias… mas nunca me passou pela cabeça o lance da fralda fio dental!
    hahahahahahahahaha!
    vcs se superaram!
    e o noah? fofo como sempre!!!!!!
    Isaac me chama de mamãe iol (carol) e quando eu não entendo ou não atendo o que ele quer ouço um: AIOL!!!!!!
    mole?

    bjocas

  17. Já estava com saudade…

    beijos

  18. Olá Roberta!
    Vim parar aqui meio que sem querer, mas devo dizer: ri tanto com esse seu post, que não poderia sair sem comentar…
    Acho que me vi ali, há uns anos atrás passando por umas situações… Enfrenta-se cada coisa com esses pequenos nesses aviões mundo a fora!
    Bom, hoje estou um pouco na correria, mas voltarei mais vezes.
    Tudo de bom!
    Lígia

  19. Tabééééétaaaaa!!!!
    Hilario! Meu Deus!! Nao sei o que é pior, se foi vc ter jogado fora as fraldas no fraldario ou o François ter deixado as outras 10 restantes em casa!!! Me faltou ar aqui!! Mas, maaaaaaaaassssssss, pelo visto as RN salvaram a situaçao!! QUe bom que voltaram e os posts tb!!! Gros bisousssss : )

  20. Tabéta!!!!

    Não consegui ver os vídeos pois to no trabalho aqui é proibido, como diria meu enteado!

    mas fralda RN fio dental’já deu pra sentir o drama!

    E gata, o glamour podeter até faltado em Paris, mas mil vezes Paris do que São Paulo com o Lester hehehehe

    Eu já esqueci fralda, já esqueci lenço umidecido, já esqueci o hipóglós a roupa reserva e a mamadeira. Eu só nao esqueci o Theo por motivo óbvios, entao nao esquenta e sinta-se abraçada de volta hehehe

  21. Eba! Que bom que você voltou! Tava com saudade menina! Juro!
    Já li umas três vezes esse post e morri de ri, Rô! Só você mesmo! Essa da fralda…demais viu!
    E esse Noah falante que só ele! Amei e fiquei toda derretida aqui! Fora que ele tá cheio de caras e bocas, heim!
    Agora senta aí e conta mais!’
    Beijo, querida!
    Dani

  22. Eiiii.. Bem vinda de volta!..
    Como sempre, adoooooro os posts! Me tiram do limbo do desanimo… heheh
    E Noah, como sempre, uma figurinha… muito fofo esse menino!
    Bjs
    P.s: A vida aki já esta organizada… acho q já consigo reservar alguma coisa e, de fato, ir buscar! hehehe

  23. Roberta, voce eh demais, quase chorei de tanto rir lendo seu post. Ainda mais que acabo de chegar em Londres com a C, depois de 20h de viagem eu e ela. Bj

  24. Roberta, acabei de mandar um e-mail pra vc, pois não estava conseguindo abrir seu BLOG. Acabei de conseguir e fiquei rindo sozinha!! Foi demais, quero mais! Minha mãe está aqui comigo e estava preocupada comigo rindo para um computador do jeito que eu estava! Quero muito saber sobre os acontecimentos no avião…conta mais, conta mais! Meu marido faria a mesma coisa: não colocaria as fraldas na mochila. Ele ia achar que as minhas 10 estavam de bom tamanho e ia se “achar” por ter deixado as outras 10 em casa! Que bom que voltou!! bjs

  25. Puxa vida, que história, Tebéta!!!! Me fez lembrar de quando a gente estava viajando no Havai. A gente só tinha 5 horas pra conhecer uma das ilhas, mas cismamos de alugar um carro e subir um vulcao assim mesmo. Na correria pra arrumar tudo e ir, esquecemos das fraldas do Nic. Nossa… foi um Deus nos acuda quando chegamos la encima, Nic com fralda cheia e cadê outra pra trocar? Dai no fundo da mochila, encontrei uma fralda de pano que sempre fica lá, pra limpar emergencias e foi o que eu usei. Mas como não tinha uma calça plastica, claro que vazou tudo, molhou cadeirinha do carro, uma catastrofe…

    Mas enfim, faz parte das nossas historias! Bem vinda de volta querida! Beijos… Lu e Nic (que ta aqui amando ver os videos do Noah).

  26. Ministério da Saúde

    Não conseguiu vacinar seu filho? A vacina contra a paralisia infantil ainda está disponível em toda a rede pública do país. Vá ao posto de saúde mais próximo e imunize todas as crianças menores de cinco anos. A poliomielite é uma doença grave e não existe no Brasil desde 1989. Vamos ajudar a mantê-la longe das nossas casas!

    Mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude

  27. Olá Roberta, eu sou mais uma de suas seguidoras que se sentiu órfan durante a sua ausência! Ri muito com o post e adorei os vídeos, o Noah é uma graça!
    Um beijo de Madrid
    Alessandra Mosquera

  28. Oi Roberta! Me diverti muito com o post… queria deixar tudo o que tava fazendo pra ler e num deu, fui me deliciando a conta-gotas. Uma faq a cada pausa.
    Estive no Rio e quis te procurar pra fazer encomendas e conhecer pessoa tao bem humorada, mas na semana que voce tinha saido de ferias. Fica pra proxima o encontro (as encomendas eu farei!).

    Beijos

  29. Vizinha,
    AMEI o post! Gargalhei de PASSAR MAL!!!! hahahahaha
    To rindo, mas imagino o que vc passou (ou não, né????). Meu marido falou, há um mês mais ou menos: vamos passar as férias na Europa, com nosso filhote (de 1 ano e 1 mês)???? E eu falei: nem pensar!!!! Vamos pro Nordeste, pra um resort??? Não fomos nem pra um lugar, nem pro outro… Mas pelo menos adiei a experiência de um vôo de 11 horas com um “bebê”!!! 🙂 Quero saber TUDO!
    Beijos!

  30. Que bom que vc voltou! Saudades!!!

  31. Tabéta…
    Impagável… morri de rir e repassei para um monte de gente. Estou louca para saber mais histórias da viagem…
    Bjs
    Lu

  32. Roberta, AMEY o seu blog! Ri muito, mas muito mesmo, com as histórias do seu “Noah Leal Maia!” Lembrei de cara de uma outra mãe, que tem um blog (e que muito tempo não escreve mais, uma pena), que teve um momento de desespero com tic-tac tb, dá uma olhada:

    http://flaviamandic.blogspot.com/2009/04/this-is-gum-free-airport.html

    Amey também a loja, pena que as minhas afilhadas já são mocinhas (7 e 5 anos)….

    Beijo!

  33. Sejam bem vindos!!
    Tentamos (a Sofia queria muito falar com Noah) ligar para vocês na terça, mas ninguém atendeu em casa…
    Você tinha que lembrar do tic-tac? parece a Sofia: “Lembra mamãe do dodói na barriga?” aaarrgh!
    Saudades! Beijos!

  34. Heitor com 1 ano e 4 só me chama de Ju, e o pai de Dudu, no começo era lindo, engraçado e tal…. mas agra sinto carencia e quero ser a mamaezinha…
    vôo? nem me fala! só te conto que minha volta Santarém/Rio levou a metade de tempo do seu e eu levei uma mordida e uma papinha Nestle sabor goiaba na cara!

  35. Você é muito divertida, tua noite mal dormida foi a mais divertida de todas!!! Imagino a tensão do casal!! Mas assim que é bom não é? Cheia de historias pra contar e muito bom humor!

    Adorei!

    beijos

    Pati

  36. Texto hilário é pouco. hahahah. Meu filho (24 meses recém completos) chamou a gente pelo nome por um tempo, ele imitava a minha entonação gritando Máaaaaaaaaaaaaarcio (só aí percebi que talvez devesse chamar meu marido de forma mais suave), mas agora só fala o nome quando alguém chama a gente pelo nome. Mas ele é do tipo que falou (e contou!) assustadoramente cedo (para compensar a preguiça generalizada para outras atividades – mais igual a mãe, impossível).

    As frases do momento do meu são: “O que é isso? (absolutamente sempre que não conhece um objeto) e “O que está acontecendo aqui?, nossa”. Tb já demonstra amor ao belo, e, se vê um bebê , fala “tão bonitinho, tão bonitinho” ( e o pai do bebê tem vontade de levá-lo para casa),etc.

    No entanto, se prepare, de um mês para cá, por conta própria, deu para dar tapinhas na gente quando contrariado (haja castigo e bronca!) e isso com a mamãe rigorosa aqui!!!!!

    É, ser mãe é complicado e agora comigo de repouso (isto explica o post longo)por conta de uma intercorrência na atual gravidez de 3 meses, delegar a babá tudo, é mais dificíl ainda (sinto vontade de matá-la a cada 5 min e olha que ela está com ele há 8 meses e é ótima).

    Bjs, da sua nova leitora super assídua.

  37. Que emocao ver o Noah com a jaquetinha verde de chuva que a tia Lu deu e ainda com um violao vermelho na mao. Cheio de estilo! Fofuuuuuuuuuuuuuura!

  38. Ameeeei!! Morri de rir, Bobbuxa!!!!!! Me deu saudades monstras de vc. O Noah teve de quem puxar, todo malandrinho e engraçado. O lance da fralda foi fantástico (e trágico, eu sei).

    Beijos mil, love you always!

  39. ahahahaha são 23:15 da noite e dei altas gargalhadas com a história da fralda x aviao. Fiquei imaginando a cena das fraldas sendo doadas e depois vc emendando as RN… Hilário! E eu que ia dar uma passadinha rápida depois de te encontrar no blog da Paloma, emendei um post no outro!!
    Parabéns pelo blog e vou mega indicar para minhas amigas que estão grávidas e amam viajar com os pequenos…
    Bjs, Flavia

  40. hahahahahahaha sério esta história das fraldas amiga??? tadinho do Noah!!!!! fralda fio dental é ótimo!!!!! queremos saber de mais histórias da viagem!!
    beijinho

  41. Pingback: Trapalhadas de Mãe « Coisas de mãe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s