O Ministério da Saúde adverte: comer formiga causa sequelas e mexer com leoa faz mal pras vértebras

– A mãe e o pai dessa aqui mesmo ó, eles vão di-re-to pro Chile, lá na Argentina, e deixam a pequena aqui comigo. Aí eu te pergunto: e eles ligam pra essa criança, meu deus do céu?

Essa foi a frase que eu escutei outro dia, de uma babá que passeava no calçadão com outra babá: cada uma empurrando o respectivo carrinho, as duas de branco.

Na mesma hora eu pensei: por onde raios andará Maria de Fátima?

***

Minha mãe voltou a trabalhar quando eu ainda tinha poucos meses de idade, então eu sou da turma dos que colecionaram babás. Fátima foi uma delas. Eu gostava tanto, mas tanto tanto da Fátima, que tenho um desenho guardado, onde se lê:  “AS PESSOAS QUE MAIS AMO NO MUNDO” e estão lá: minha mãe, meu pai  e ela – Maria de Fátima.

Maria de Fátima não gostava muito de falar a verdade. Aliás, a moça raramente atinha-se aos fatos. Por exemplo: ela me dizia que era, na verdade, uma princesa, que o pai dela tinha um castelo e que ela só trabalhava de babá porque o pai a havia expulsado. Motivo? “Meu pai não gosta do Reginaldo”, dizia ela chorando.

Reginaldo era mais feio que bater na mãe e vinha buscá-la de moto. Mesmo assim eu acreditava na versão romântica da moça, de que ele era um cavaleiro apaixonado. Montado em sua cinquentinha.

Além de mentirosa, Fátima era ruinzinha da cabeça. Lembro que ela convenceu minha amiguinha Rosana a comer formiga, “que faz o olho ficar azul, boba”. 

***

Há quem diga que vem daí minha relutância em ter uma babá pra chamar de minha. Que comer formiga aos 4 anos de idade há de causar relativo trauma e deixar sequelas na pessoa, concorda?

(sequelas essas que não envolvem, necessariamente, a pigmentação do olho.)

***

PS: A palavra “sequelas” ficou com trema ou não, hein?! Não que isso vá fazer diferença: eu não tenho a menor idéia onde possa achá-lo nesse meu teclado gringo.

***

PS2: Obrigada a todas as divulgadoras e/ou simpatizantes da campanha Sanguenozói. Vocês são incríveis! E isso foi só o começo,  a coisa vai seguir bombando – recebi muitas idéias de mães igualmente felinas. Então não percam os próximos capítulos. Brrrrrrrrrrrr (ih…sei lá se é essa a onomatopéia leonina??)

PS3: Falando nisso, segundo o site webciencia.com :

“A leoa é quem governa a família – ela é muito corajosa e decidida. Quando várias famílias estão no mesmo local, as leoninas revezam nos cuidados com os filhotes. São elas que caçam para a família, enquanto o leão protege. (…) Com sua força, a leoa é capaz de quebrar a coluna vertebral de uma zebra (…).

(Ouviu, senhor político mal intencionado? Tamo de olho na vertebral! )

***

PS4: Falando nisso II, respondendo ao comentário da Camila (novo blog em construção) se vc vem sempre aqui e o seu blog não consta ali no “leio sem piscar”, não se sinta injustiçada(o)! Manda o link no comentário, que eu adiciono, leio e divulgo, com prazer. Se a gente não divulga como que uma leoa fica sabendo da existência da outra, né não?

***

PS5: Daqui a pouco tem sorteio de fofurices daqui. Pó deixar que eu aviso!

Anúncios

15 Respostas para “O Ministério da Saúde adverte: comer formiga causa sequelas e mexer com leoa faz mal pras vértebras

  1. Tb implico com babá, não tem jeito! Eu acho sim, que não podemos generalizar, que tem muita gente legal, bacana, carinhosa, que ama crianças, que adora o que faz e até babás que cuidam melhor que muitas mãe, mas implico!
    Sigo sozinha, me desdobrando e mil e feliz da vida!
    beijinhos

  2. Bem, sobre Babas, tem as mães à favor e as contra….vamos ouvir de tudo! Mas eu, pessoalmente, ja ouvi e presenciei varios desses papos, alguns chocantes! Tem aquela mãe que viajou para trabalhar nos USA ja fazia mais de 6 meses e deixou a criança c/ a avo e a baba (que contava isso à TODOS da pracinha!); tem aqueles que iam direto para Angra no final de semana e deixavam a criança com a baba, tem a outra que ia na natação e entrava na agua com a criança enquanto a mãe ficava olhando, com chapéu e oculos de sol…enfim! Tem de tudo! Sobre a mãe que foi trabalhar, ainda prefiro pensar até hoje que ela não teve outra opção e o quanto isso deve ter sido dificil para ela! Sobre as outras….bem, ai são pontos de vista e preferências…eu sou daquelas que prefiro estar com a minha cria, e qdo não estou, ela esta na creche, onde existem varias “tias” tomando conta; se uma não esta de olho, alguma outra ha de estar!! E sem historias de comer formigas!!


  3. Tb cresci com babás, mas não tive a sorte de ter uma maria de fátima, entre as péssimas que tive, apanhei calada de uma por algum tempo, até ter coragem de contar pra minha mãe (a babá doida me ameaçava com histórias demoníacas se eu contasse pra minha mãe), que virou uma leoa ao saber da verdade e fez com que eu nunca mais tivesse o desprazer de me deparar com a malfeitora. Tá, não perdi a confiança no mundo e nas pessoas, mas tô aqui em casa com os meninos, sem coragem de voltar a trabalhar…
    OBS:Me mijei de rir com a história da formiga
    OBS2: Juro que qdo li maria de fátima, lembrei daquela da novela vale tudo, olha matusalém de volta! beijos

  4. Pois é menina, também não confio em babá não, e cá estamos eu e Luisa, Luisa e eu, 24 horas por dia, 7 dias por semana ha 5 meses; uma olhando pra cara da outra e cada vez mais apaixonadas.
    E em nossas idas vespertinas pra pracinha conversar com outras mamães e crianças, tem sempre uma babá por ali, outro dia tinha uma que foi tirar a areia do rosto do menino e foi com tanta força que tive que prestar atenção pra ver se ela não estava batendo ao invés de ajudando….. teve outra também que se recusou a levar a bolsa com os brinquedos das crianças, que quando pediram pra ela levar respondeu rapidamente “eu não, leva você, a bolsa é sua!!!” e não levou mesmo, e lá foi a criança carregando a bolsa que era quase do tamanho dela, pode?!!
    E eu vou deixar minha pequena de 5 meses com babá????? Nem a pau Juvenal!!!! Por sorte tenho a opção de não ter que trabalhar fora, não ter que bater ponto, então vou ficando com a pequena, até achar a hora que deve ir direto pra uma creche, cheia de titias para olhar por ela!

  5. O trema já era, morto, enterrado.
    Ai, minha creche método Piaget… tu ou a babá?
    (esse negócio de comer formiga e fazer o olho ficar azul parece aquelas lendas do Macunaíma… deveras poético).

  6. Ahahahahaha Maria de Fátima era foda!!! Mas pelo menos, te rendeu boas histórias.

    Bjsss

  7. Por essas e outras sou a favor de escola, não de babá…rs. Agora, me fala, comeu muitas formigas pra ficar com os olhos claros? Hahaha! Beijo, boa semana!

  8. Então, tenho uma opinião bem formada sobre o assunto. Fui também criada por babás e quando minha filha nasceu não quis uma. Nada de traumas. Só achamos que existem sim outras opções na vida. Àquelas “mulheres de branco”, correndo atrás das crianças, cuidando do almoço, andando atrás com uma sacola com as coisas da minha filha…. não sei…
    Voltei ao trabalho quando a Nina tinha 4 meses, temos a felicidade de ter uma empregada quase da família e mas mesmo assim não hesitamos em procurar um berçário bem legal pra ela. Hoje como está maiorzinha, vejo como a escola foi legal pra ela, mesmo nos primeiros meses….
    Ontem mesmo, um domingo de sol, nós estávamos no parque com a Nina e uma garotinha também brincava na grama. E, uma “mulher de branco” atrás da menina. Poxa! até no domingo de sol???? e uniformizada??? não é um pouco demais???
    Tenho mil histórias parecidas!
    Acho tão legal fazer bastante coisa com a minha pequena!!!!
    ótimo post!

  9. Defícerrrrrrrrrrrrrr… na minha época minha mamis trabalhava o dia todo e estudava a noite, e a gente tinha aquela empregada faz tudo babá que cuidava da gente, tivemos 3 e a terceira está até hoje com a minha mãe. Tenho uma babá pro filhote, e confesso que é compliquê, é uma relação difícil, vc me tolera e eu te tolero tudo em nome do mini pessoa, mas o case é que babá pra ajudar é uma coisa, mas babá pra fazer tudo é outra…não abro mão de certos cuidados do meu filho, coisas que só eu faço, ele mesmo dispensa a babá: -tchau Didi, vou ficar com a mamãe! Somos leoas insubstituíveis, babás vem e vão (de preferencia sem fazer comer formigas rs) mãe é uma só !

  10. Roberta Sanguezoienta, hoje fiquei plugada no site da AVAAZ para a contagem regressiva dos 2 milhões de assinaturas. Vou te dizer, viu? Sofrimento igual à decisão de final de Copa nos penalties. Chegava o Natal mas não chegava os 2 milhões. E pensar que se fosse BBB o site chegava a 2 milhões em 3,7 segundos…
    Simbora quebrar a “espinha” de uns encostos em Brasília!
    Bjs!

  11. menina, lembrei da Claudia, moça que morava com a gente estilo babá que era muito esquecida.
    Nunca esqueço dela dizendo pra minha mãe: ” É que eu tenho pobrema de cabeça, D. Dayse. Minha mãe disse que eu tenho que tratar mas eu não trato…”

    :o]

  12. Essa coisa de babá me incomoda…
    Claro que não o fato de tê-la.
    Mas o fato da completa substituição.
    Não consigo digerir o fato de uma babá ir a reunião escolar por exemplo…
    Quanto a formiga eu comi também. Mas pq fazia bem para as vistas.
    Acho que surtiu efeito contrário ou esqueci de algum ritual.
    Fiquei miope com 3 graus em cada olho 😛
    Bjs!

  13. Rô, aqui na minha grande cidade, a moda é ter babá. E você não tem que trabalhar, ou precisar de alguém que a ajude com as crianças. O negócio é o seguinte: ter babá dá status e só.
    É muito chic ir prá um aniversário e levar a babá de branco do seu lado. Bem de “interior” isso, heim!
    Daí fica assim: só vou eu de mãe nos aniversários. O resto é só mulher de branco! Te juro!
    Sou uma sobrevivente!
    E, acho que ando lançando moda. Pelo menos no último aniversário que fui, tinha mais 2 ou 3 mães cuidando dos filhos.
    Tomara! Gostaria muito que essa mulherada enxergasse como é esquisito ficar na mesa tomando todas com as amigas enquanto os filhos se divertem horrores no pula-pula. Perder a alegria deles, seus sorrisos …prá mim, não dá não!
    Ah..obrigada pela dica da formiga. Vou ficar de olha para ver se alguma babá oferece formiga para a Nina…
    Beijo, querida!

  14. VEJA BEM ! SE A CRIANÇA COME FORMIGA E INSISTE EM COME-LOS SEMPRE , É PORQUE HA UMA NECESSIDADE DO SEU ORGANISMO EM UM OU MAIS NUTRIENTE QUE ALI CONTEM, NÃO HAVENDO UMA ANORMALIDADE MENTAL DA CRIANÇA ONDE ELA HAJA NATURALMENTE, TENDO COMPORTAMENTO ADEQUADO, CREIO QUE E NORMAL EM UMA CRIANÇA, COMO POR EXEMPLO: COMER A BUNDA DE FORMIGA BUNDUDA, ENGOLIR AQUELA TROMPA DE PEIXE PARA APRENDER A BOIAR NO RIO, ENFIM, CRIANÇA E BEBADO SÃO PROTEGIDOS POR DEUS. PODE CRER PESSOAL E CADA UMA QUE VOCE VE OU LE OU ASSISTI QUE E INCRIVEL, ABRAÇOS !

  15. Atoa na internet achei esse site, não sou mãe mais adorei as postagens!

    Tambem cresci rodeada de babas… mais na verdade minha mãe, nem eu claro, tivemos muita sorte!

    A 1ª robava “quick” nao sei se escreve assim, mais é aquele toddy di morango. Rsrsrsr

    A 2ª me trancava no banheiro, segundo ela eu era uma criança meio, mais só um pouquinho arteira e não a deixava limpar casa, mais nada é desculpa para me tranca no banheiro com poucos anos de vida…. Que crueldade… Rsrsrs
    Bom pelo menos hoje eu tenho uma desculpa quando nao estou afim de tomar banho… (TRAUMA DE INFACIA) Rsrsrs

    A 3ª Roubava roupas da minha mãe… Pensa na baba folgada.

    A 4ª teve a capacidade de roubar o próprio salário, claro antes de minha mãe chegar a pagá-la. Rsrsr

    A i por ai vai a histórias das minha queridas babás, segundo minha mãe teve uma que eu adorava , mais nao me lembro dela nao e tambem que diferença faria… Bom só agradeço por nenhuma ter mi chutado, me jogado de algum predio, tentado me afogar , rsrsrsrsr pelo menos que eu me lembre nenhuma tentou isso….

    Desculpe pela imensa postagem mais acabei me empougando contando minha alegre e traumática historia com babás….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s