Ds coisas que você não sabia antes de ser mãe

– Ok. Você idealizou o parto de cócoras, fez respiração cachorrinho, repetiu mantra e fez despacho. No entanto, as coisas não saíram bem como planejadas. Não faz mal, relaxa. Parto é nascimento do seu filho e, no final, vai ser maravilhoso de qualquer maneira. Te juro.

– Eu fui uma daquelas malucas que se apaixonou pelo bebê assim que olhou pra ele.  Fiquei cega de amor desde o primeiro minuto e arrumei encrenca com a berçarista que só queria levar o rapaz pra tomar banho. Mas pelamordedeus, não se culpe se esse amor não acontecer de imediato. Espera. Para algumas mulheres demora um pouquinho mais. Mas nem por isso se torna um amor menos explosivo e devastador, no final das contas.

– Eu pensei que fosse só comigo, mas depois ouvi de um montão de outras mulheres: parir dá um barato esquisitíssimo, você fica elétrica pelos primeiros 5 dias depois do parto. Parece que tomou um chá daqueles que monge não toma. Alucinada, você aponta pra própria barriga e ri que se acaba; puxa o cabelo do nenê e se esconde ; pisca pro zelador do prédio. Fora da casinha total.

– Passados os 5 dias de  euforia, bate a deprê. Eu lembro de olhar pro nada e dizer chorando “meu bebê acordou”…E depois chorar de soluçar, repetindo  “ele dormiu, meu bebê dormiu”.  Uma Amy Winehouse de sutian beige.

– No primeiro mês você vai fazer tudo pela metade: lavar só metade do cabelo, comer metade do prato, fazer meio xixi. Parece que você nunca mais terá tempo pra fazer nada. E aliás esse é um dos mistérios da maternidade: se aquela criaturinha que recem nasceu dorme cerca de 15, EU DISSE 15 horas por dia, como é que, AINDA ASSIM, você desenvolve uma prisão de ventre crônica sob o pretexto de não ter tempo de ir ao banheiro? Tem dó.

– Os três primeiros meses são difíceis, mas eles passam voando e você vai até sentir falta deles. Apesar de que…não, acho que não.

– Você está fadada a rever todos os seus conceitos, opiniões e teimosias. Nada daquilo que acreditava tão firmemente é tão verdade que não possa ser substituído por outra verdade, que não a sua. Relaxa, aceita, respira. Quando se está grávida, é fácil acreditar que o bebê vai mamar de 3 em 3 horas, dormir de 4 em 4 e que você vai parar de trabalhar  por anos, só pra ficar com ele.  Mas daí ele nasce. E as coisas complicam. E daí, minha irmã, melhor aceitar que nem tudo será da maneira que você esperava. E que crenças pré nascimento são como promessas de fim de ano: they ain’t gonna happen, darling.

– Você vai rir com o riso e chorar com a tosse.

– Vai se descabelar com a febre.

– Vai ligar pro pediatra com a fralda em mãos e dizer:

“Alô doutor, é que o cocô tá mais mostarda que o de costume…Que? O senhor tá jantando?” ;

– Vai se acabar de chorar ao ver tragédias do mundo na tv.

– Vai descobrir que consegue sobreviver dormindo 5 horas por noite; E que a mulher é mesmo multi-uso: consegue amamentar, fazer as unhas, arrumar a sala e falar mal da Xuxa ao mesmo tempo.

– Que não existe outro ser com o cheiro do seu nenem. Com o sorriso do seu nenem. Que não existe outro nenem como o seu nenem. E que ele geralmente é mais lindo e inteligente que todos os outros.

– Vai acreditar em todo aquele clichê de amor incondicional e morrer por alguem. Tudo verdade.

 

Acima de tudo, vai descobrir que alguns momentos da vida, deveriam ser imortalizados
IMG_1924IMG_1925IMG_1927

Anúncios

7 Respostas para “Ds coisas que você não sabia antes de ser mãe

  1. Que amor!!!
    Fotos lindas…momento mágico!!!
    mts bjs
    Nina

  2. amore… ele é mesmo uma coisa gostosa, não é a toa que você tá assim bobona, hehe… olha, hoje não te respondi no google talk pq não tava realmente online. o puto blackberry de los cojones (não deixa o bebê ler essa parte), me põe como se estivesse online no gtalk cada vez que recebo um email, sei lá porque… mas adorei saber de vc. um beijão enoooorme!

  3. Ai que delícia Rô….ele é um charminho que só mesmo!!! Faz essa carinha…e como que vc não vai se derreter inteira né?? aiaai…tudo parte das coisas da vida de mãe minha amiga…adorei que vc mandou notícias!! Mtas saudade e acho que final do ano estamos no Brasil, aí vou te ver e dar umas mordidas nessas bochechas!!bjoes

  4. LINDA! Que fotos maravilhosas são essas? Passei mal amiga. Acabo de te ligar aí, falei com o François. O Pequenino tá dodói, né? E vc deve estar com o coração moidinho. Bom, se não der pra nos falarmos hj, tentemos amanhã, que eu não posso mais com essa distância! Beijos, amada, muitos deles. Pra vc e pro pequeno!

  5. Olá Rô!
    Bem vinda ao mundo das mães, tudo o que vc falou é verdade, a vida da gente muda tanto quando nos tornamos mães, mas.. vale tanto a pena.
    O meu dia das mães tb foi inesquecível, festinha na escola, com direito a presente feito pelo Max (quer coisa melhor?), café da manhã saudável, e ect.
    Mas o climax foi o teatro, o Elfo correu no meio da chuva, o anjo bateu na cabeça da fada, e um menino resolveu improvisar pegou o microfone e disse: ” não esperem muita coisa que só tem isso mesmo”.
    Inesquecível.

    Bjs

    Camila

  6. Demais, disse tudo. Amei a parte das promessas de fim de ano, é asim mesmo. Baita aprendizado em tão pouco tempo, né? Acho que as mães são como os bebês, fazem todas as sinapses necessárias para a vida (de mãe) nos primeiros anos de vida (do filho).
    E seu Noah é muito lindo, amei as fotos!

  7. Pingback: A tal da moleira « Piscar de Olhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s